Audios, Spots, Offs, Jingles...

A melhor produção do estado!

acesse agora!

www.desertstudio.com.br

Blog Desert os melhores tutoriais e .

acessar
 

Amplificadores: Baixo!

postado em 19/05/16 por Pancho Belo Romariz


Como na última postagem abordamos um geralzão de microfones ( http://desertinblog.com.br/microfones-um-geralzao/ ), vamos nos ater um pouco agora há este importantíssimo equipamento para a captação do nosso baixo: o amplificador!

283563_Papel-de-Parede-Morte-Baixista_1600x900

Nem tão BAIXO assim!

Na hora de escolher o primeiro amplificador para baixo sempre gera muita dúvida, e geralmente depois de um tempo o baixista deseja trocá-lo por algo melhor. O que é uma atitude bem natural até por uma eventual falta de conhecimento ou então por falta de dinheiro para investir ou simplesmente esperar o tempo passar para ver o que vai acontecer. Neste artigo focaremos em algo melhor como o seu segundo amp a ser investido, um amplificador para baixo mais robusto digamos assim,  que te proporcionará um som alto e orgulhoso ou “play it loud and proud”!

Todo alto-falante ou speaker precisa de um amplificador para conduzir o som. Você não pode simplesmente plugar o seu instrumento atrás de sua caixa acústica e esperar sair qualquer som de lá. Assim cada amplificador de baixo ou guitarra precisa de um pré-amplificador com processamento de sinal, um amplificador de potência e um ou mais speakers. Neste caso existe o amplificador combo e um amp cabeçote e caixa acústica. A verdade é que há pouquíssima diferença entre os dois. O “cabeçote ” é a parte eletrônica que tem o pré-amplificador, processamento de sinais (efeitos e equalização) e um amplificador de potência. Um amplificador combo é apenas as duas peças parafusadas em uma caixa comum. Os Combos tendem a ser um pouco mais baratos do que comprar os itens separadamente, e alguns combos tem menos entradas e saídas, mas isso tem muito pouco a ver com a qualidade do som. Em se tratando de amplificador para baixo o que vai diferenciar aí é a qualidade entre um e outro. Um dos principais atributos de uma caixa acústica para baixo é que ela precisa movimentar muito ar. Isso significa que o alto-falante precisa ter um diâmetro muito maior, e se movimentar de dentro para fora por um longo caminho. Um dos problemas comuns dos speakers padrões das guitarras é que eles tendem a se mexer por si próprios. Esta é uma das razões na qual um gabinete para baixo precisa ser selado ou portado. Em frequências mais baixas o speaker precisa de um pouco de ar dentro da caixa para recuar um pouco para trás para mantê-lo sob controle.

Speakers Grandes ou Pequenos?

Uma vez que precisa movimentar bastante ar, você deve estar pensando que quanto maior melhor. Mas há um problema: mesmo os contrabaixos possuem altas frequências. E para um grande alto-falante criar som de alta frequência ele precisa ser flexível. Simplesmente não é mecanicamente possível mover todo um alto-falante de 15 pol com apenas 1KHz, apenas um central pode mover-se rapidamente. Isso cria um dilema para os projetistas, para frequências mais baixas você quer um speaker forte,  mas para ter altas frequências você precisa de um cone de alto-falante mais flexível. Além disso, conforme um alto-falante se torne grande e rígido, ele torna-se pesado. Com isso é claro que eles ficam mais caros para construir também, porque é necessário mais energia para mover aqueles imensos cones, requerindo mais bobinas, frames e ímãs. Uma solução é usar vários alto-falantes, dois alto-falantes de 10″ ocupam a mesma área do que um de 15″. Ao projetar esses alto-falantes para poder se mover melhor é possível usar esses 2 alto-falantes de 10″ para um baixo. Pelo seu raio e área serem menores, é mais fácil torná-los leves e rígidos, e consequentemente, produzir frequências mais altas também. Abaixo temos uma tabela com os tipos de speakers e gabinetes com suas respectivas áreas:

1

.

Na maioria dos casos, você vai achar que um de 2×12 e 4×10 é mais que suficiente, e ele vai soar muito melhor do que uma 1X15, ou 1×18. Note-se que os diferentes fabricantes tornaram-se muito mais adeptos em obter o máximo de seus alto-falantes. A SWR é muito boa para obter um som limpo de qualidade com seu speaker único de 12″.

O Velho e Bom Geralzão!

Talvez você deve estar pensando em levar um amplificador para baixo (amp) na faixa dos 200-400w. Baixas frequências sugam muita energia, movendo aqueles pesados e grandes speakers para trás e para frente. Nesta faixa de potência, você deve ser capaz de obter um bom leque de funcionalidades, incluindo dual-channels e outras vantagens. Ter dois canais é muito bom porque você pode configurar 2 EQ diferentes e efeitos diferentes – por exemplo, um para baladas e outros para hard rock – e facilmente alternar entre eles. Ter dois controles de ganho são úteis se o overdrive interno for desejado, assim você pode aumentar a distorção e diminuir o volume com esses dois controles. Normalmente, o EQ será também um simples terceiro botão, ou um equalizador mais sofisticado paramétrico ou gráfico. Conforme mencionado acima, isto aplica-se tanto para o amplificador para baixo combo ou cabeçote separado. Se você estiver certo de que precisa de uma aparelhagem maior e um som mais alto possível, você pode arranjar amplificadores do gênero 4×10 1×15 (conjunto) ou até mesmo 8×10. Mas tenha em mente que são enormes,  caros e pesados, e a potência rondando sempre por volta dos 600-1200w. Se você tiver essa divisão 4×10/1×15, eu recomendo usar um crossover e dois amps (300w cada), porque você não vai querer enviar as altas frequências para o de 15″.

Alguma das melhores marcas de amplificador para baixo ou amp para baixo

Ampeg; Ashdown; Carvin; Bag End; Crate; Eden; Fender; Gallien-Krueger; Hartke;

Marshall; Mesa-Boogie; Peavey; Sunn; SWR; Trace Elliot; Yorkville.

.

.

.

Té mais ver!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

 

  +cursos

Dicas Desert

 
 
 
 

2013 - Desert in blog - Todos os direitos reservados - esse site faz parte do grupo Desert Studio || || Desenvolvido por : Interactive  Monkey