Audios, Spots, Offs, Jingles...

A melhor produção do estado!

acesse agora!

www.desertstudio.com.br

Blog Desert os melhores tutoriais e .

acessar
 

Microfones: um geralzão!

postado em 06/05/16 por Pancho Belo Romariz


Olá, senhores(as)!
Comentaremos hoje um pouco sobre uma gravação de ensaio simples e microfones para certas situações. O microfone faz a transformação de energia acústica em energia elétrica, e a forma que esse microfone faz essa conversão é que determina o tipo em que ele se enquadra! Você sabia disso?

O microfone dinâmico possui um diafragma fino acoplado a uma bobina móvel dentro de um campo magnético. Quando o som atinge o diafragma, ele se move para dentro e para fora, e este movimento da bobina dentro de um campo magnético produz uma variação de corrente na bobina (e conseqüentemente uma variação de tensão em seus terminais) análoga à variação da pressão atuando no diafragma. De construção simples e robusta, é um dos mais indicados para utilização em instrumentos de grande pressão sonora, como peças de bateria, amplificadores e alguns instrumentos de sopro com trombone e trompete. Alguns exemplos de modelos bastante utilizados: Shure SM-57 (todo estúdio precisa ter um deste pelo menos), Sennheiser MD 421 (muito utilizado em tambores de bateria), AKG D112 (clássico microfone de bumbo) e Sennheiser E609 (muito bom para amplificadores de guitarra e funciona muito bem na frente de um trompete também). Os microfones dinâmicos são muito utilizados ao vivo por sua maior rejeição a ruídos de manuseio e sons indesejáveis vindos de instrumentos próximos a ele.

Os microfones condensadores, também conhecidos como microfone de capacitor, geram uma corrente elétrica proporcional a pressão sonora, a partir da diferença da capacitância causada pela incidência da onda sonora em uma ou duas lâminas de um capacitor. Necessita de phanton power, ou seja, uma corrente elétrica disponível na maioria dos mixers e consoles presentes no mercado. Por essa razão, o condensador capta uma maior gama de detalhes de um instrumento ou uma voz, sendo largamente utilizado em estúdios de gravação. Alguns microfones condensadores famosos: Neummann TLM 103 (já gravou alguma vez com esse microfone? Experimenta!) Audio Technica 3035 (excelente para vozes e instrumentos de corda e sopro), AKG C414 (um dos mais versáteis microfones condensador do mundo), AKG C1000 (clássico microfone de over de batera). Estamos em um grande momento no mercado de instrumentos musicais. Fomos inundados com diversas marcas de microfones que aliam uma boa qualidade com preço acessível (o famoso custo x benefício). Alguns deles: Audio technica AT2020 (condensador de diafragma largo), CAD GLX3000 (diafragma largo, multi-pattern), Samson C 02 (par de condensadores com diafragma pequeno), MXL 770 (cápsula larga).

 

 

E PARA GRAVARMOS UM ENSAIO SIMPLES?

Com um mínimo de investimento podemos fazer uma gravação decente, supondo que você já possua um computador apto para gravação e uma sala de ensaio com seus respectivos instrumentos e amplificadores, só vai precisar de mais isto aqui:

 

O  primeiro passo é entender a cadeia de sinal que iremos fazer. Posicionaremos os microfones em seus respectivos instrumentos. Esse sinal irá para a mesa de som. Cada canal desta mesa possui um direct out, que nada mais é do que uma saída específica do canal, que irá para a entrada da placa de som. Nesse primeiro passo você já endereçou cada instrumento para um canal específico no software de gravação. No caso do teclado, ele pode ir diretamente para a placa, bastando passar pelo direct box, que também aplicado ao contrabaixo, se ele não possuir um amplificador específico. A saída L/R da placa volta para a mesa através da conexão “tape in”, e a saída da mesa “tape out” será endereçada ao amplificador de fones e conseqüentemente aos fones de ouvido. A montagem está concluída. O próximo passo é certificar o nível de volume de entrada da placa. (ela precisa ser o mais alto possível antes da distorção harmônica). O vocalista será escutado apenas nos fones de ouvido, (não faria sentido o som do vocal ir para o PA de voz e ser captado pelos microfones de bateria). O interessante desta forma de gravação é que o vocalista pode refazer seu take se esse não ficar da maneira que lhe agrade.

 

É isso ai! Nos veremos em breve novamente!
Acompanhe-os nas redes sociais:

FACEBOOK: https://www.facebook.com/desertstudioprodutora/?fref=ts

TWITTER: https://twitter.com/mktDesertStudio

.

.

Dúvidas e sugestões, entrem em contato! Abraço!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

 

  +cursos

Dicas Desert

 
 
 
 

2013 - Desert in blog - Todos os direitos reservados - esse site faz parte do grupo Desert Studio || || Desenvolvido por : Interactive  Monkey